Durateston – Para que Serve e Efeitos


Durateston é um esteroide anabolizante potente formado por 4 tipos de testosterona e utilizado em forma de injeção para ganhar massa muscular em ciclos que duram de 8 a 14 semanas. Durateston promove a queda da taxa de gordura, evita o catabolismo e não é metabolizado pelo fígado, por isso não causa danos ao órgão.

Durateston também fortalece a imunidade, pois induz à formação de células vermelhas do sangue, o que aumenta a oxigenação do organismo e a resistência, mas é claro que o uso excessivo da droga causa efeitos colaterais nocivos à saúde assim como qualquer outro esteroide anabolizante.

O preço de Durateston de 250 mg injetável, com 1 ampola de 1 ml (C5) gira em torno de R$ 8.

O que é Durateston?



Durateston é um medicamento injetável formado pela combinação de 4 compostos de testosterona (propionato de testosterona, fempropionato de testosterona, isocaproato de testosterona e decanoato de testosterona).

O propionato de testosterona tem uma ação imediata, mas de curto período, enquanto o fenilpropionato e o isocaproato têm um início de ação mais lento, porém de maior duração.

Na Europa o laboratório ORGANON produz o mesmo medicamento com o nome de Sustanon. A CISA-GEIGY produz na Suíça outra droga semelhante seguindo a mesma ideia de liberação gradual com o nome de Triolandren, enquanto na Grécia é produzido o OMNADREN.

Para que Serve Durateston?

Durateston é destinado à reposição da testosterona em homens com hipogonadismo – condição em que os testículos não produzem testosterona o suficiente, mas é muito utilizado como esteroide anabolizante por praticantes de musculação em forma de injeção para ganhar massa muscular e crescer os músculos rapidamente. Nesse meio o medicamento é conhecido por Dura.

Durateston causa efeitos quase que imediatos no ganho de músculos e os seus benefícios incluem o não comprometimento prejudicial do fígado, já que a droga não é metabolizada no órgão, vai direto para a corrente sanguínea. Esta droga mostra excelentes resultados em aumento de força e ganho de peso e não parece promover retenção hídrica como a maioria dos esteroides altamente androgênicos.

Como Durateston Funciona

Os compostos de testosterona presentes no Durateston são capazes de promover crescimento muscular e queda da taxa de gordura. Eles entram na célula por lipossolubilidade e se ligam a um receptor androgênico (AR) no citoplasma. Esse complexo testosterona-AR entra no núcleo e se liga a zona GRE (promotora) do DNA promovendo uma maior transcrição (DNA – mRNA) e tradução (mRNA – síntese proteica).

Isso faz com que as células musculares aumentem sua quantidade de proteínas contráteis (actina e miosina), o que faz o músculo crescer. Ela também protege seu músculo do catabolismo e dos hormônios glicocorticoides. Por isso é comum dizer-se que a testosterona não é apenas anabólica, mas também um anticatabólico muito forte.

Ela não só causa um aumento do tamanho da célula muscular (Hipertrofia), mas também causa uma mudança na forma muscular e no número atual de células (hiperplasia). Ela também tem a capacidade de estimular a eritropoiese/eritrogênese (produção de células vermelhas) nos rins, e uma maior contagem de células vermelhas no sangue pode melhorar a resistência por “produzir” um sangue mais oxigenado.

Mais células vermelhas também podem aumentar a recuperação após uma atividade física estressante. O nível de agressividade também cresce bastante com o uso de testosterona exógena. A testosterona melhora a contração muscular através do aumento de unidades motoras no músculo e melhora a transmissão neuromuscular. Ela também promove a síntese de glicogênio.

Ciclo de Durateston

Os ciclos de Durateston duram de 8 a 14 semanas e podem ser em curtos, médios ou longos prazos:

  • O ciclo curto pode durar entre 8 a 10 semanas com intervalos e 3 a 4 semanas sem intervalos;
  • O ciclo médio dura entre 12 a 15 semanas com intervalos obrigatórios;
  • O ciclo longo dura mais de 10 semanas sem intervalos.

Os ciclos longos devem ser evitados a fim de evitar efeitos colaterais sérios e danos à saúde, já que até nos ciclos curtos e médios com intervalos os ganhos são expressivos.

Os ciclos de Durateston devem ser receitados por um médico profissional na área e podem ser feitos em combinação com outros agentes anabólicos, como Stanozolol e Deca Durabolin.

Efeitos Colaterais do Durateston



O Durateston, infelizmente, apresenta todos os efeitos colaterais que os demais esteroides anabólicos androgênicos que sofrem aromatização (quando a testosterona se converte no hormônio feminino estrogênio) também apresentam:

  • Acne;
  • Aumento do tecido mamário (ginecomastia);
  • Ganho de gordura e diminuição da lipólise;
  • Perda do desejo sexual;
  • Diminuição dos testículos;
  • Retenção hídrica que pode aumentar a pressão arterial;
  • Diminuição da taxa de HDL (“colesterol bom”).

Além disso a testosterona interage com a enzima 5-alfarredutase que a converte em DiHidroTestosterona (DHT), uma forma mais androgênica do hormônio. A DHT tem uma forte interação com tecidos que levam a:

  • Queda de cabelo em usuários que apresentam tendência genética para tal;
  • Hiperplasia na próstata (aumento do tecido) que pode levar a problemas urinários.

As drogas inibidoras dessa enzima (Finasterida) podem evitar esses efeitos sem bloquear a ação anabólica da testosterona.

Conclui-se que Durateston não é melhor nem pior que qualquer outra forma de testosterona utilizada como esteroide anabolizante. O medicamento hormonal só pode ser adquirido em farmácias com receituário especial (receita de duas vias carbonada).


Pode te interessar:

Deca Durabolin – Um dos Melhores Anabolizantes

Enantato de Testosterona

GH e Testosterona