GH e Testosterona


A testosterona é superior ao hormônio de crescimento GH para ganhar músculos, mas para a perda de gordura o GH é mais indicado. Um ciclo de GH e testosterona traz resultados muito mais rápidos tanto para o ganho de massa magra quanto para a perda de gordura.

Para quem não sabe, GH é o hormônio do crescimento que todos nós temos naturalmente no organismo e que atua principalmente na infância e adolescência. Esse hormônio foi sintetizado e logo começou a ser usado para combater o envelhecimento, para promover o ganho de massa muscular e a perda de gordura.

Hormônio GH e Testosterona – Ciclo de GH e Testo

É fato que o uso da testosterona é bem mais eficaz para o ganho de massa muscular do que o hormônio GH. O único uso realmente eficaz do GH quando o indivíduo deseja aumentar a sua massa muscular pode ser como um agente sinergista (estabilizador das articulações) em conjunto com a testosterona e você vai entender o porquê.

Por que o GH não é eficaz para aumentar a massa muscular

Vários estudos no passado mostraram um aumento em massa magra com o uso do hormônio GH. No entanto massa magra não significa necessariamente músculo, mas qualquer coisa que não é gordura no organismo, como água, crescimento de tecido orgânico, massa óssea e crescimento de tecido conjuntivo.

Um recente estudo em pacientes de soro positivo (HIV) não mostrou alguma mudança significante em massa muscular de esqueleto depois de levar seis miligramas (aproximadamente 18 unidades) por dia de hormônio GH durante 12 semanas.

Outro estudo em pacientes com HIV também mostrou uma falta de crescimento muscular quando usada uma dose de nove miligramas (asperamente 27 unidades) por dia. Lembre-se de que indivíduos com HIV estão sofrendo frequentemente perda de músculos e os possíveis efeitos anabólicos do GH deveriam ter proporcionado um aumento de massa muscular.

Outro estudo em jovens (22-33 anos) demonstrou que os atletas altamente treinados obtiveram um aumento em massa magra após seis semanas tomando 2,67 miligramas (aproximadamente 8 unidades) de GH por dia, mas este aumento era só de 4% e pode não ter incluído nada de massa muscular.

Parece claramente opressivo que o hormônio GH não é anabólico ou muito pouco anabólico para aumento de massa muscular por si só e devido ao seu alto preço no mercado não se justifica tomá-lo isoladamente, mas fazendo um ciclo de GH e testo.

Se você vai gastar dinheiro em hormônio de crescimento para tentar melhorar seu corpo, use-o para ajudar na perda de gordura e na definição muscular, não exclusivamente para aumento de massa muscular. O estudo previamente mencionado com hormônio de crescimento em atletas treinados mostrou que 12% conseguiu uma diminuição impressionante em gordura corporal.

GH e Testosterona para Perda de Gordura

Um recente estudo pôs em comparação o hormônio de crescimento com a testosterona e mediu seus efeitos em perda de gordura. Neste estudo, homens recebendo GH perderam uma média de 13% da gordura corporal, comparada a 5,8% no grupo que recebeu testosterona.

O interessante sobre este estudo era que um efeito sinérgico foi achado em um grupo que recebeu testosterona e hormônio de crescimento juntos: eles perderam uma média de 21% do gordura corporal. Isto é mais que a soma das médias dos grupos que receberam testosterona e GH separadamente.

Em contrapartida, um estudo usando doses altas (5 mg por dia) em mulheres obesas não indicou qualquer efeito significante em perda de gordura corporal. O principal efeito significante foi que o grupo de hormônio de crescimento perdeu muito menos massa magra (uma perda comum de 1,52 kg comparados a 3,79 kg no grupo que recebeu placebo): os mesmos resultados poderiam ser alcançados com uma fórmula de cafeína/efedrina.

A testosterona tem um mecanismo diferente no processo para perda de gordura, aumentando a taxa metabólica e induzindo tal perda. Um estudo recente estudo mostrou que indivíduos que tomaram 100 mg por semana de enantato de testosterona perderam uma média de 6% de gordura corporal depois de oito semanas e o mesmo resultado foi obtido em homens saudáveis jovens e de meia idade (18 a 45 anos), não obesos ou com deficiência na produção natural de testosterona.

Considerando o quanto a testosterona é mais barata que hormônio de crescimento, pode ser mais vantajoso usá-la para este objetivo, mas lembrando-se sempre de que esse hormônio sintético é mais perigoso que o GH e provoca muitos efeitos colaterais nocivos, como acne, retenção de líquidos, temperamento agressivo e aumento da próstata.

Como Aumentar a Produção de Testosterona

Uma maneira natural de aumentar a produção de testosterona é através da alimentação. Os alimentos que aumentam a testosterona nos homens e mulheres são aqueles ricos em zinco. Os melhores são:

  • Ostras cozidas;
  • Carne assada de boi, carne de cordeiro e carne de porco;
  • Aves, caranguejo e lagosta;
  • Sementes de abóbora;
  • Amendoins e castanhas;
  • Grão-de-bico e feijão preto;
  • Cacau em pó;
  • Kefir e iogurte grego;
  • Cogumelos, espinafre, pimentão.

Remédio para Aumentar a Testosterona no Homem

Existem suplementos naturais que podem ajudar a aumentar a testosterona no homem, como:

  • DHEA – hormônio esteroide fundamental para a produção da testosterona. Está presente em diversos suplementos no mercado;
  • Somatodrol – aumenta não só a produção de testosterona, mas também do hormônio GH. Leva DHEA em sua composição;
  • Tribulus Terrestris – seu mecanismo de ação consiste em aumentar o DHEA no organismo.

Leia mais:

Testosterona Natural – Como Recuperar e Produzir Naturalmente

Enantato de Testosterona

Durateston – Para que Serve e Efeitos