Exercícios na gravidez


Quando falamos em atividade física e saúde Feminina, discute-se bastante a prática de exercícios durante a gestação. Pois a gestante precisa de cuidados especiais durante a sua gravidez e isto se aplica, também, aos exercícios físicos. Mas será que é seguro a prática de exercícios físicos justamente durante este período especial para a mulher?

Durante a gestação, o exercício tráz benéfícios para a mãe, para o desenvolvimento fetal, e para o suprimento de leite na amamentação. Alguns médicos mencionam a ocorrência bem menor de complicações pós-parto nas mulheres que seguiram um programa regular de exercício durante a gestação. O trabalho de parto fica muito facilitado nas mulheres que sempre fizeram algum tipo regular de esporte ou exercício, principalmente da musculatura abdominal. Entende-se que a gestação é uma condição que envolve cuidados especiais na prescrição de exercícios. Por esta razão, a gestante deve fazer visitas regulares ao seu obstetra e buscar orientação de profissionais especializados em atividade física.

Exercícios recomendados:

São recomendados exercícios aeróbicos como a caminhada (evitar subidas e descidas muito íngremes); Ciclismo (ergométrica) são ótimos para melhora a circulação sangüínea e contribui para a diminuição de riscos de problemas cardíacos.

A prática da musculação é bem recomendada para a gestante, o treinamento com pesos pode favorecer o fortalecimento muscular fazendo com que a grávida suporte melhor seu peso, melhore o centro de gravidade, tenha facilidade em realizar tarefas do dia a dia, melhore a postura e principalmente favorece a diminuição de lombalgias.

O Pilates é uma modalidade de exercícios de baixo impacto que são realizados em aparelhos. O método trabalha força, concentração, equilíbrio, reequilíbrio muscular e realinhamento corporal e emocional excelente para gestantes.

Atividades desfavoráveis

Qualquer exercício físico de alto impacto, ou esportes de contato físico e risco de trauma devem ser desaconselhados.

Conclusão

Sem sombra de dúvidas o exercício físico bem orientado traz vários benefícios tanto para a saúde materna, quanto para o feto. Fica claro os benefícios como, o bem estar, a gestante engorda menos, não sofre tanto com dores nas costas e nas pernas graças ao fortalecimento da musculatura, tem menos risco de desenvolver diabete gestacional e hipertensão. Isso sem contar a melhora no condicionamento e no alongamento, o que facilita por tabela o trabalho de parto.

Antes de qualquer coisa, cada grávida é uma grávida e a última palavra é sempre do obstetra. Só ele pode dizer o que a paciente tem condições de fazer. Mas, com o sinal verde, a gestante ganha, e muito, se largar o sedentarismo.

12345 (AINDA SEM VOTOS, VOTE!)

Faça um comentário!